Sobrevivendo a Tecnologia Parte 1 – Do Papel para a Tela

Sobrevivendo a Tecnologia Parte 1 – Do Papel para a Tela

Sobrevivendo a Tecnologia Parte 1 – Do Papel para a Tela

Hoje temos diversos meios para nos entreter e a cada dia são lançadas novas tecnologias que expandem as possibilidades, como VR, drones, games altamente imersivos, entre tantas outras possibilidades. A cada novo filme de Hollywood,  milhões de dólares são gastos com produções gigantescas,  a fim de criar um trabalho que enlace os expectadores.

Como os quadrinhos podem concorrer com tanto investimento? Os quadrinhos podem voltar a ser um produto de entretenimento em massa?

Em 2004 foi publicado o livro “HQtrônicas: do suporte ao Papel à Rede Internet”, nessa obra Edgar Silveira Franco relata a trajetória das Histórias em quadrinhos e cita as principais influencias das HQs sobre outras mídias.

O Autor também destaca a passagem do desenho produzido 100% em papel e caneta para o uso de softwares como o Photoshop, em meados dos anos 1980. Acompanhando o desenvolvimento e a popularização dos computadores pessoais, algumas editoras lançaram a versão de HQ em CD-ROM. A DC foi uma delas com diversas histórias, inclusive do Superman e do Batman.

As HQ-Roms, como foi denominado o termo para HQs em Cd-Rom, tiveram seu auge na metade final da década de 1990. Vale ressaltar que no Brasil chegaram pouquíssimos títulos.

Nos anos 2000 a internet se popularizou ainda mais e proporcionou aos artistas criarem seus Sites e blogs onde tonou-se possível a criação e publicação de muitas obras.

Para competir com outras fontes de entretenimento, identificar quem são os leitores, quais as suas  preferencias e saber a forma com que seu público consome seu conteúdo tornou-se fundamental.

Retenha os seus leitores e alcance novos, pense sua HQ como uma empresa e ela sobreviverá.  A Crowtoon pode te ajudar, envie um email para artista@crowtoon.com e saiba como.

admin
admin@crowtoon.com
No Comments

Post A Comment