DO LADO DE CÁ DA MESA, PRIMEIRA EXPERIÊNCIA COMO EXPOSITOR

No último domingo tive a oportunidade de organizar a minha primeira de quadrinhos. O mais legal foi mostrar a qualidade dos quadrinhos independentes para um público, que na sua grande maioria, não conhecia a produção independente.

O Evento

Ficou próximo do que eu gostaria, infelizmente alguns artistas cancelaram a participação na feira na última hora, outros eu esqueci de confirmar, mas com certeza foi uma experiência valiosa.

Fizemos uma exposição do quadrinho criado pelo Alexandre de Maio e Diego Assis, uma homenagem aos 100 anos do Samba.whatsapp-image-2016-12-13-at-11-34-40

Muitos visitantes procuraram para agradecer a oportunidade de conhecer os artistas independentes. É uma sensação muito boa

Do lado de cá

No evento tive a minha primeira experiência como expositor e pude perceber o quanto é difícil chamar a atenção do público para mostrar o seu material. Por se tratar de uma Feira em que a maioria do público não conhecia os materiais expostos, consegui observar algumas situações que influenciaram no desempenho dos expositores:

 

  1. A Precificação

Já falamos no blog sobre os 7 passos para a formação de preço de venda das suas HQs e sobre Como calcular vendas em consignação da sua HQ. Ficou ainda mais claro que os valores interferem diretamente na escolha do produto. Percebi também a dificuldade na precificação, produtos muito bons a um preço extremamente barato que poderia ter sido comercializado pelo dobro que teria o mesmo resultado.

  1. Abordagem

Um possível cliente está próximo da sua mesa, olhando o material a distância, como atrai-lo? Convide-o para folhear o material, faça uma sinopse da história e o deixe à vontade. O leitor precisa valorizar o seu material para que ele crie o interesse em adquiri-lo. Ficar reforçando preço ou uma promoção para alguém que não conhece o seu material não terá significado algum podendo ser muitas vezes inconveniente.

  1. Prova Social

Algumas pessoas ficam incomodas por seu stand estar com filas mas esquecem que “Quanto mais pessoas optam por determinada escolha, mais somos influenciados a tomar a mesma atitude. ”

Quando uma mesa estava cheia a tendência era que mais pessoas se aproximavam para conferir o material exposto e isso gerava mais vendas.

  1. Alma de vendedor

Além de criar o roteiro, ilustrar e colorir, o artista precisa vender seu material. É necessário que observe os possíveis clientes e identifique o mais rápido possível uma forma de abordagem.

Para que ampliem ainda mais aconselho que façam cursos de vendas, peçam ajuda para algum amigo com experiência ou façam uma visita a um prédio em construção. Pode parecer loucura, mas o mercado está em crise e os corretores estão precisando vender e ali você pode ver as técnicas de vendas, algumas de agradarão mais que outras, mas são importantes para que você possa utilizar com os leitores.

Veja umas fotos:

Agradeço pelo apoio da Feira Preta, quem com esforço em conjunto, conseguimos disponibilizar o espaço de forma gratuita aos artistas.

PS:  A Crowtoon tá saindo 🙂

 

2 respostas para “DO LADO DE CÁ DA MESA, PRIMEIRA EXPERIÊNCIA COMO EXPOSITOR”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *